quinta-feira, 16 de abril de 2009

Crise atinge membro afegão e governo dá subsídio


O governo do Afeganistão anda pensando muito na crise, e apesar de não dar seguro-desemprego, agora vai dar seguro-molha biscoito. Mas nem pense em se converter e mudar para aquela terra, meu querido brasileiro solteiro e sem perspectivas sexuais, em vez disso me liga. A nova lei só beneficia os homens já casados. A medida vale apenas para a minoria xiita do país, cerca de 15% da população, e garante que o marido tenha o direito de exigir sexo com sua esposa a cada quatro dias.

As feministas xiitas protestaram e antes de levarem pedradas afirmaram que a lei legaliza o estupro e que representa uma volta aos valores do regime fundamentalista Taliban. O objetivo é manter a economia de gametas em movimento, mesmo com todo o estresse econômico. Analistas avisam que a lei pode fazer cair a eficiência do afogamento de ganso afegão, já que agora não é mais prazer para as mulheres, e sim obrigação. O que um governo não faz para não deixar a peteca cair!

Só resta saber quem vai ser o Ricardão que vai fiscalizar se as donas estão cumprindo as cotas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui, a responsabilidade é sua.